Cloe Fenix

O Diário de Anne Frank de Anne Frank

O Diário de Anne Frank é o relato mais genuíno que podemos ter, dos horrores do holocausto. No tempo em que ser judeu era um crime, Anne e sua família foram obrigados a viver escondidos, num pequeno anexo secreto. Era nesse anexo, escondido na casa de uns amigos, a sua família partilhava o pequeno espaço com outros judeus, que também se tentavam proteger dos horrores que os assombrava. Do medo constante, de serem apanhados e sobretudo do desejo desesperado, que tudo teria um fim e que em breve seriam livres.

Ao longos dos infindáveis dias, Anne escreveu no seu diário, todas as privações, obstáculos, medo e paixões que sentiu durante aqueles dias. Do seu fraco contacto com o exterior, dos riscos que os seus salvadores corriam, diariamente.

O Diário de Anne Frank, é um livro que retrata a vida real de uma jovem que viveu numa das épocas mais obscuras e sangrentas da humanidade. Infelizmente, Anne veio a falecer junto a sua família num campo de concentração. O único sobrevivente, foi o seu pai, que após regressar ao anexo onde viveu enclausurado, na esperança de sobreviverem todos ao pesadelo. Encontrou o diário da sua filha Anne, que mais tarde veio a ser publicado e se tronou um dos livros mais lidos do mundo.

SINOPSE

Escrito entre 12 de junho de 1942 e 1 de agosto de 1944, O Diário de Anne Frank foi publicado pela primeira vez em 1947, por iniciativa de seu pai, revelando ao mundo o dia a dia de dois longos anos de uma adolescente forçada a esconder-se, juntamente com a sua família e um grupo de outros judeus, durante a ocupação nazi da cidade de Amesterdão.

Todos os que se encontravam naquele pequeno anexo secreto acabaram por ser presos em agosto de 1944, e em março de 1945 Anne Frank morreu no campo de concentração de Bergen-Belsen, a escassos dois meses do final da guerra na Europa. O seu diário tornar-se-ia um dos livros de não ficção mais lidos em todo o mundo, testemunho incomparável do terror da guerra e do fulgor do espírito humano.

O Diário de Anne Frank de Anne Frank

Leave a Reply

Voltar ao topo
%d bloggers like this: