Cloe Fenix - Poesia

Livros de Poesia escrita pela autora Cloe Fenix

  • Ideias Soltas – Texto 34

    Eu sonho eu acredito Em um mundo colorido Com calor e amor Com carinho e abrigo Eu vejo as asas Em quem sonha ir mais além Eu vejo a coroa De quem protege o bem Cria com amor O que…

  • Ideias Soltas – Texto 33

    Não acordes por mim A dor que vive cá dentro Não esperes por fim A luz dentro do filamento Eu quero o fim Da sombra que cobre a gente Do frio enfim Do medo que assabora a mente Eu peço…

  • Ideias Soltas – Texto 32

    A ferida que se abriu Não se cura por si Foi o ferro que feriu O que não tem mais fim Não sei de onde vem a força Para aguentar tanta dor A ferida que dói em mim Não tem…

  • Ideias Soltas – Texto 31

    Tu que muito me ensinas Aqui vai uma lição Foi escrita com amor Do que vem do coração Dás a tua paciência Quando ensinas com emoção Aquela simples certeza Que sabes de antemão A lógia tu aplicas Já sabes até…

  • Ideias Soltas – Texto 30

    Uma história divertida Eu ouço com emoção Pela estrada definida Que se chama coração Eu rio sem sentido Só porque tudo é um desafio Uma brincadeira animada Sem roca e sem fio Eu brinco com a alegria Do que um…

  • Ideias Soltas – Texto 29

    Escrever é uma arte Que poucos se podem empregar Ler é um dom Empregado em um olhar Sonhar com um novo mundo É aquilo que eu te quero dar Uma visão de outro planeta Uma realidade que só tu podes…

  • Ideias Soltas – Texto 28

    A saudade é uma dor Que não saí, nem deixa passar É verdade que ela foi O que eu não quero mais recordar Eu quero viajar no tempo E poder para lá voltar A dor que trago cá dentro Eu…

  • Ideias Soltas – Texto 27

    Menina do meu coração Dá-me a tua não Vamos partir à aventura De quem segue com paixão Vamos para mais uma batalha De quem ama com coração Segue com a tua coragem Vão me deixes em plantão Eu corro à…

  • Ideias Soltas – Texto 26

    Na escola nos aprendemos A ler, a escrever e a contar É uma forma de saber O que o mundo no quer ensinar Não sabemos o que queremos Não sabemos o que vamos encontrar Só sabemos que nos fará falta…

  • Ideias Soltas – Texto 25

    Cegueira da minha alma Não me deixes mal-amado Vem o vento e leve com calma Aquilo que me tem ignorado De cego eu não tenho nada De cego, eu tenho tudo Aquilo que eu tenho amaldiçoado De mim já levou…

Ir para a barra de ferramentas