Cloe Fenix - Poesia

Livros de Poesia escrita pela autora Cloe Fenix

  • Ideias Soltas – Texto 40

    Os dias passam a correr Nem vejo onde querem chegar Um dia estou a sorrir Um dia estou a chorar Não sei o que mudou O que partiu e já me deixou A onda que chega ate mim Chegou e…

  • Ideias Soltas – Texto 39

    Ver o que há para ver Sentir o que há para sentir Rir o que tem de haver Mentir só para te ver sorrir Eu sinto o que vejo Eu não vejo o que não quero sentir Eu fujo como…

  • Ideias Soltas – Texto 38

    A alegria que acontece Vive em cada lugar É como o fruto que cresce E que eu quero encontrar A sombra se parece Com o medo em seu lugar Não sei o que esclarece Nem o que vou encontrar O…

  • Ideias Soltas – Texto 37

    Eu rio Eu choro Eu sofro Eu admito Que o rio que jorra Vão é apenas dor É detritos Da mágoa que sinto Da mágoa que causei Do caos que eu vivo Da história que criei Eu não estou certa…

  • Ideias Soltas – Texto 36

    O tic tac da gloria Nem sempre é melodioso É um som que se transforma É o vento que sempre muda O grito que se renova Me encoraja a ir mais fundo É o desafio que me transforma O ritmo…

  • Ideias Soltas – Texto 35

    O conto que te inspira Foi contado aquela criança É o sussurro, que suspira O sonho que me encanta Eu abraço o encantamento Que vive no sonho, mais profundo O carinho que sorri O amor bem lá no fundo Eu…

  • Ideias Soltas – Texto 34

    Eu sonho eu acredito Em um mundo colorido Com calor e amor Com carinho e abrigo Eu vejo as asas Em quem sonha ir mais além Eu vejo a coroa De quem protege o bem Cria com amor O que…

  • Ideias Soltas – Texto 33

    Não acordes por mim A dor que vive cá dentro Não esperes por fim A luz dentro do filamento Eu quero o fim Da sombra que cobre a gente Do frio enfim Do medo que assabora a mente Eu peço…

  • Ideias Soltas – Texto 32

    A ferida que se abriu Não se cura por si Foi o ferro que feriu O que não tem mais fim Não sei de onde vem a força Para aguentar tanta dor A ferida que dói em mim Não tem…

  • Ideias Soltas – Texto 31

    Tu que muito me ensinas Aqui vai uma lição Foi escrita com amor Do que vem do coração Dás a tua paciência Quando ensinas com emoção Aquela simples certeza Que sabes de antemão A lógia tu aplicas Já sabes até…

Ir para a barra de ferramentas