Advertisements

Educar para a vida

Cada vez é mais difícil educar para a vida, as nossas crianças. Histórias de bullying, maus tratos, assassinatos, correm livres nos dias de hoje e as nossas crianças estão sujeitas a tudo isso. A pergunta é: existe alguma escola que pode ensinar valores, aos nossos filhos? De quem é a culpa por existir tanta violência, dos pais, dos educadores, dos amigos, do mundo? Eu tenho algumas dicas para si, talvez já conheça, mas será que conhece realmente?

Educar para a vida, a escola da vida

Desde pequeno que somos instruídos a estudar e ouvimos a famosa frase.

“Se queres ser alguém na vida, tens de estudar”

“Sem estudos, não vais a nenhum lugar”

Isso de certa forma cria barreiras para os nossos jovens, uns ouvem, outros vão aprender a virar-se, a lutar por um lugar na sociedade. E como está a nossa sociedade, já parou para pensar?

Vivemos num mundo de medos, de status sociais, onde os estudos a carreira, a forma de vestir e estar determinam quem nós somos. E onde fica o caráter de cada um, no meio disso? O mundo pode ter a sua cota parte de culpa, mas quem o deixa assim não somos nós? Quem os ensina a ter caráter, personalidade, a serem humanos, a ter valores, a respeitar ou outros… A família, mas cada vez mais a família não tem tempo e esquece-se de educar. Felizmente há outras alternativas, escolas que foram criadas com o objetivo de ajudar os jovens e a desenvolve-los como Homens e Mulheres com valores. Talvez já conheças a que eu vou apresentar, mas será que a conheces realmente?

A escola do escutismo

Já ouviu falar de escuteiros?

Sabe o que é realmente?

Conhece a sua história?

Sabia que o escutismo é uma organização mundial criada em 1907, por um general inglês chamado Robert Baden-Powell, carinhosamente apelidado de BP. Tudo começou com a organização de um acampamento na ilha de Brownsea, no sul de Inglaterra. Nesse acampamento estiveram presentes 20 rapazes, que foram divididos em 4 equipas, Corvos, Touros, Maçaricos e Lobos. BP tinha um sonho que logo desejou por em prática, o sucesso do acampamento o levou a escrever o tão famoso livro “Escutismo para rapazes”. O livro foi publicado em 6 fascículos em janeiro de 1908, teve tanto sucesso que no final do ano, já estava traduzido em 5 línguas e já existiam mais de 60 000 Escuteiros.

Em Portugal, o escutismo chegou em 1912, no mesmo ano que o famoso chefe mundial se casou com a Miss Olave Soames.  A Miss Olave Soames, teve um papel importante na introdução das mulheres no escutismo, tronando-se a chefe das Guias, um movimento escutista apenas para mulheres.

Em Portugal, existem três tipos de escuteiros. A associação dos Escoteiros de Portugal (sem religião), fundada em setembro de 1913, o Corpo Nacional de Escutas (escutismo católico), fundado em 27 de maio de 1923. E a Associação Guias de Portugal (escutismo feminino), foi fundada em 1934.

Considerado o maior movimento de jovens a nível mundial, presente em mais de 216 países, alcança mais de 28 milhões de jovens.

Associação de jovens sem fins lucrativos, não–política e não-governamental, apenas destinada à formação integral de jovens, baseando-se no método criado e desenvolvido por B.P.. Assegura-se, estruturalmente pelo voluntariado dos seus membros.

Contribuição do escutismo na educação

A palavra escutismo deriva da palavra Scout, que antes da fundação do escutismo significava Batedor (aquele que vai adiante explorando o terreno). Com o tempo, a palavra Escutismo adquiriu outro significado. Significando agora, um sistema de preparação para a cidadania, focado na natureza e no trabalho manual. Pretende criar a vontade de aprender mais, a ser autónomo, criativo, a superar os medos e receios, a conquistar as suas lutas.

O movimento com mais membros em Portugal é o CNE (escutismo católico), acompanha idades desde os 6 até os 22 anos. Quando os seus membros atingem a idade limite, são convidados a fazer um de dois caminhos, a deixar o escutismo ou a seguir para dirigente. Nesta ultima, continua a sua formação, aprendendo a educar e a acompanhar os jovens no ensino para a vida.

Cada secção está voltada, não só para uma faixa etária, como também os jovens podem aprender por etapas adequadas a sua idade.

A primeira secção é a dos lobitos (6 aos 10 anos), estes não são considerados escuteiros, no entanto, vivem no seio deles aprendendo as leis da selva com o Mogli (Historia da Selva).

A segunda Secção é a dos exploradores (10 aos 14 anos), aprendem o que é ser-se escuteiro, a montar as tendas, fazer fogueiras, seguir trilhos, fazer nós, criar objetos, primeiros-socorros, animações…

A terceira secção é a dos pioneiros (14 aos 18 anos), além de aprofundarem os seus conhecimentos, aprendem a ser mais autómatos, ajudando a planear atividades e acampamentos, preparar as suas refeições, a cozinhar na fogueira, a criar estruturas de grandes dimensões, a fazer longos trilhos a pé…

A quarta secção é a dos caminheiros (18 aos 22 anos), aqui já são totalmente autónomos, o chefe é apenas um porta voz, um conselheiro e moderador da secção. Os seus membros, muitas vezes são convidados a ajudar nas outras secções, vigiando e brincando com os mais novos.

Cada secção tem um propósito e um objetivo mais forte, na sociedade e na cidadania. A ajuda ao próximo, a pratica de boas ações, a proteção do ambiente, o respeito pela natureza e pelos outros, a criação de animações e entretenimento para grupo de escuteiros e outras associações ou entidades, a angariação de bens e dinheiro para as suas atividades, bem como para os mais necessitados…

É frequente ver grupos de escuteiros a angariar alimentos, roupas ou bens, que eles mesmos se encarregam de entregar. A ajudar em catástrofes, oferecendo mão de obra, a organizar, a distribuir ou a recolher donativos. A reconstruir aldeias (Ex. Aldeia de Drave), a construir estruturas, a organizar atividades regionais, nacionais ou mesmo internacionais. A participar em eucaristias, procissões ou outros eventos.

Claro que não é só o escutismo que faz a pessoa, mas também a educação em casa, o circulo de amigos, o ambiente que o rodeia. O escutismo é apenas uma ferramenta de aprofundamento, que põem em pratica as suas intenções e interações. Um ensinamento e uma vivencia, que fica para toda a vida.

Uma vez escuteiro, escuteiro para toda a vida.

 

Início
Curiosidades
Advertisements

2 Comments

Obrigada por visitar o meu site...

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this:
Ir para a barra de ferramentas