Advertisements
  • Só se ama uma vez – Johanna Lindsey

    “Só se ama uma vez” é o primeiro livro da saga Malory, escrito por Johanna Lindsey. Lindsey, apresenta-nos um delicioso romance histórico, contando-nos a história de Regina Ashton, uma jovem órfã em idade de se casar. No entanto nenhum pretendente, parece bom o suficiente para os seus tios, mas Regina não estava pronta a ceder. Aproveitando a noite do baile, Regina sai de casa com o intuito de informar o tio, sobre as suas intenções de se manter solteira. Quando um terrível engano, a leva a ser raptada pelo Visconde Nicholas Eden, com fama de casanova. Visconde Nicholas Eden, é…

  • Pai rico, Pai pobre de Robert Kiyosaki

    Robert Kiyosaki, surpreende-nos com a sua experiência pessoal, na obra Pai rico, Pai podre. Explicando de uma forma simples, a linguagem financeira enquanto nos conta, como foi crescer com duas mentalidades completamente diferentes. Dois ensinamentos, duas experiências de vida, duas formas diferentes de viver. Pai rico, Pai pobre é um livro financeiro, capaz de mudar a sua forma de ver a linguagem financeira, a sua vida e os seus ensinamentos. Como também lhe faz pensar, no que quer transmitir aos seus filhos, o que lhes quer ensinar, que vida quer que eles conquistem. O que esta errado na sociedade, o…

  • O café do amor – Deborah Smith

    Deborah Smith, oferece-nos uma história carregada de sentimentos e descrição. Falando de pessoas e histórias, que muitos de nós podem não conhecer. Devido a nossa cultura, gostos ou informação que recebemos. Mesmo assim, “O Café do Amor” é uma história fascinante, capaz de conquistar o leitor mais crítico. Não só pelas suas personagens únicas, as suas histórias e dilemas. O café do amor, esta longe de ser a típica história cliché. Envolvendo-nos com a vida glamorosa da atriz Cathryn Deen, destruída em apenas um segundo. Quando viu o seu carro capotar, a sua vida em perigo e um paparazzo a…

  • Abismo – Capítulo 16

    Três meses se passaram, desde o nascimento do meu pequeno Martin. Como mãe, não podia ficar mais feliz e orgulhosa do meu pequeno, que infelizmente é a cara chapada do pai. Sim, ninguém pode me acusar de traição ou golpe do baú por usar uma criança, para obrigar o Paulo a casar-se comigo. Não quando todas as dúvidas sobre a sua paternidade se dissiparam e as suas avós, são as pessoas mais babadas do mundo. Sem esquecer que são elas, que estão a organizar o nosso destino, sem questionar a nossa opinião. São ela que estragam o meu pequeno com…

  • Abismo – Capítulo 15

    Que declaração foi aquela? Que sentimento é este que toma o meu coração e explode dentro de mim, em mil imagens nostálgicas. Sim, eu pude me recordar um pouco do passado, do dia que nos conhecemos, do amor que vivemos. Pouco a pouco, cada uma das recordações que eu pedi, retomam para mim num sentimento caloroso, mas ainda assim distante. O que eu posso fazer, para recuperar o meu passado, a vida que eu pedi? Ser quem eu era, mas sobretudo, o que preciso de fazer para ele voltar a ser quem era? O homem amável, apaixonado e cheio de…